21 de novembro de 2008

Encontro…

Ajoelhei-me perante a sua imagem imponente.
Apertei as mãos uma contra a outra com toda a minha força e com os olhos fechados falei com ele. Foi directo e sincero comigo… A crença e o momento rodearam-se de uma emoção que me fez perder a noção do tempo e do espaço. Fui transportado para um deserto de ideias e de distracções. Apenas conseguia fitar a sua imagem segura e sensata… Não lhe pedi nada, apenas desfrutei do momento e da sua companhia!

Quando abri os olhos senti uma brisa passar, como que todo o envolvimento, todo momento vivido se tivesse esvanecido e encaminhado para parte incerta.
As pernas tremiam, os braços fraquejavam… deixei-me sorrir pela força daquele momento. Ali senti-me tão forte e tão volátil… mas soube bem!

A força da fé e da crença é incontrolável e jamais poderemos viver sem estes momentos…
Quem disse que não existe? Quem disse o seu nome? Quem disse qual a sua imagem?


...se é a tua fé, é tua crença… Acredita!

4 comentários:

Marco Rebelo disse...

grande miguel. cm estás?
abraço :)

Pratas disse...

Desejo-te um Grande ano de 2009 cheio de coisas que te façam girar! :)

http://giraminhavolta.blogspot.com/2008/12/go-crazy-go-party-new-year-is-coming.html

Um Momento disse...

Nada como acreditar... ter Esperança... Fé.

Um beijo imenso e votos de um Feliz 2009 com tudo de muito bom!!!!


(*)

manzas disse...

“Reencarnação”

Foi em tempos… há muito tempo
Um tempo longínquo que já não sei…
Recordadas no momento de um pensamento
Pergaminhos da memória que furtei

http://pensamanzas.blogspot.com/

Uma boa semana com um abraço amigo…