10 de dezembro de 2010

Não sei o que escrevo...

Em tantos dos momentos em que escrevo,
procuro não manter a alma refém,
longe do cativeiro da atenção e do cuidado,
da palavra que tem vida e se quer soltar naquele momento...

Procuro que o que desejo, apesar de cumprido, não esmoreça!
Procuro que o que se sonho seja bússola e seja rota.
Porque sei que assim soube melhor, tal como o desejo de viver.

Destas palavras que agora escrevo, ao sonho que presente tenho,
são pequenas e tenues linhas, finas e de cor azulada
Não as entendo mas sigo-as, exploro-as...
porque nelas voo, porque nelas sinto o quente do conforto do sonho cumprido.

Por isso vos digo amigos, não sei o que escrevo,
apenas sei que assim o sinto bem,
o sinto presente em cada um dos passos que escolher.
Pleno da noção e da missão que tenho em mãos.
Que é fazer sorrir uma alma que desconheço, mas que aprecio no seu apreço

Não sei o que escrevo mas sei que o sinto certo e escrevo-o por ti
.
.

7 comentários:

Claudia Ka disse...

Uma mão, um barço, um a-braço... Bela foto.
Estava passeando pela net e vi seu blog... Tenho um blog musical, bastante eclético. A proposta é a divisão musical segundo temperos e cores auditivas.
Se possível gostaria de sua visita e de seu contato.
www.temperomusical.blogspot.com
;-)
Abraço.

Folhetim Cultural disse...

Olá parabéns pelo seu blog, eu também sou blogueiro e para janeiro terá novidades como colunas sobre esporte, comunicação, politica, espiritualidade entre outros.. e também quadros como o poeta entrevista, chá das 5, no café da manhã com poesia entre outros... este é o endereço: 
informativofolhetimcultural.blogspot.com
espero que goste dele!
Ass: Magno Oliveira

Flávia disse...

Adoreu a simplicidade e a transparência dos seus versos.
Bom dia!

Tânia Marques disse...

Adorei seu blog. Visite os meus também, são sete, só isso! Beijo grande em seu coração. Ficarei a acompanhá-lo a partir de hoje.

Miguel Ferreira disse...

De coração agradeço as vossas palavras...
Sorriu quando as leio e por si só esse sorriso valeu o dia.

Beijos e abraços

Juca disse...

"apenas" a tradução do que eu sinto!!
Parabéns e obrigada pelo momento.

Raquel Dias disse...

gostei imenso deste blog :) parabéns pelos poemas